Bolinho do Habibi

bolinho-habibi-abobrinha

O chef Edmundo Issa, professor do curso de Gastronomia da Universidade Anhembi Morumbi, é descendente de uma família bastante tradicional sírio-libanesa. Ele conta que, em 1962, sua mãe, Kemlla, e seus irmãos mais velhos deixaram o Líbano em direção ao Brasil em busca de uma vida mais tranquila e próspera.

A cidade de Piarajuí, no interior de São Paulo, foi escolhida pela família para viver e montar um armazém de secos e molhados. Durante o dia, enquanto os homens trabalhavam, as mulheres se reuniam na cozinha para preparar carinhosamente as refeições da família. Não faltava a famosa abobrinha recheada com arroz e carne.

Apesar de ser a mais nova das irmãs e, portanto, receber tarefas mais simples na cozinha, Kemlla sempre gostava de trazer novidades e inovar na tão tradicional família. Casada e mãe do único menino da família, era a responsável por cuidar das crianças. Um dia, resolveu aproveitar as sobras do miolo da abobrinha e criar uma nova receita. Foi assim que nasceu o bolinho do Habibi: dourado, crocante, leve e divertido – o bolinho fez sucesso e foi rapidamente incorporado ao cardápio.

Habib significa amado, adorado. O bolinho ganhou esse nome em homenagem a seu filho Edmundo, o único menino entre as crianças. Além de dividir sua história conosco, o chef revela também a receita do Bolinho do Habibi, clique aqui para ver.

,

Ninguém comentou ainda, Seja o primeiro(a).

Deixe uma resposta