Café Jacu, um café pra lá de exótico!

Conheça o café que leva o título de mais caro do mundo

jacu-identidade01

Como apreciadora de um bom café, não dispenso motivos para aproveitar ocasiões e reunir amigos e família, para que juntos possamos jogar conversa fora, saboreando esta bebida de aroma forte e inconfundível!

E foi exatamente em um destes encontros, regado a muito café, que surgiu a ideia de apreciarmos uma iguaria, que se transformou em uma grande atração do mercado cafeicultor brasileiro. Um café um tanto diferente e exótico, digamos, e que desperta não só a curiosidade, como também certa desconfiança, devido à sua origem nada tradicional.

jacubird

Pois é isso mesmo! Estamos falando sobre o Café Jacu ou Jacu Bird Coffee, uma variedade do café que vem sendo produzida, aqui no Brasil, na fazenda Camocim, em Pedra Azul, Domingos Martins, Espírito Santo.

Inicialmente recebida com repúdio pela maioria, a sugestão de experimentarmos um café fruto das fezes de uma ave foi sendo deglutida< e, logo depois, todos se renderam a esta ideia, diante das ressaltadas qualidades do produto. Jacu
jacu_fezes-cafe

Qual o motivo de ser tão singular, caro (em média paga-se R$ 240,00 por um quilo e R$ 7,00 por uma xícara) e raro?

Vamos lá matar a curiosidade!

A começar, o café Jacu passa por um processo diferente dos tradicionais. Os grãos do Jacu Bird são colhidos das fezes do Jacu, uma ave maior que uma galinha e menor que um peru, que come os melhores frutos do cafeeiro, aqueles sem defeito e completamente maduros, para que eles se transforme na matéria-prima do produto final: o incomparável café Jacu!

A saber, o Jacu representava uma ameaça para o lucro dos cafeicultores, pois em certos cafezais comiam até 10% da produção. Pois é, de vilões a grandes aliadas, os jacus, sem dúvida, valorizaram o mercado do café brasileiro, no Brasil e no mundo.

Hummmmm! Vai uma xícara de café Jacu aí?

Fica a dica: produto provado e aprovado! Realmente, vale a pena experimentar.

Via

, , ,

Ninguém comentou ainda, Seja o primeiro(a).

Deixe uma resposta